_b_3

Confira 15 filmes obrigatórios para trainees

Ser trainee exige competências que nem sempre são ensinadas na universidade. Muitas lições valiosas estão nos filmes – dos dramas às animações.

A pedido de EXAME.com, especialistas da consultoria Seja Trainee e do Grupo DMRH compilaram 15 títulos que devem constar no repertório de qualquer trainee.

A lista vai de obras recentemente premiadas pelo Oscar, como “Whiplash” (foto), a filmes que já viraram clássicos, como “O senhor dos anéis”.

Em comum, os longas têm a capacidade de despertar a reflexão sobre temas essenciais para o sucesso de um trainee, como resiliência, autoconfiança, liderança e trabalho em equipe. Clique nas fotos para ver a seleção.

Ser trainee exige competências que nem sempre são ensinadas na universidade. Muitas lições valiosas estão nos filmes – dos dramas às animações.

A pedido de EXAME.com, especialistas da consultoria Seja Trainee e do Grupo DMRH compilaram 15 títulos que devem constar no repertório de qualquer trainee.

A lista vai de obras recentemente premiadas pelo Oscar, como “Whiplash” (foto), a filmes que já viraram clássicos, como “O senhor dos anéis”.

Em comum, os longas têm a capacidade de despertar a reflexão sobre temas essenciais para o sucesso de um trainee, como resiliência, autoconfiança, liderança e trabalho em equipe.

 

A teoria de tudo

O drama que rendeu o Oscar de melhor ator a Eddie Redmayne mostra a vida do astrofísico Stephen Hawking. O filme focaliza a relação do cientista com sua ex-mulher Jane, dos primeiros anos de namoro ao diagnóstico da doença que o paralisou.

Por que assistir? A história de Hawking comove e inspira espectadores porque mostra a incrível capacidade do cientista de se reinventar a cada novo obstáculo trazido por sua doença. Segundo Jéssica Lopes, consultora da Seja Trainee, esse é um bom exemplo para o jovem. “O filme mostra a importância de não se deixar abater pelas limitações, ser resiliente e se concentrar no seu propósito”, diz ela.

“The theory of everything”
Diretor: James Marsh
Ano de produção: 2014

 

Capitão Phillips

Baseado em fatos reais, o longa conta a história de Richard Phillips, responsável pela condução do cargueiro Maersk Alabama até o Quênia. Os problemas do capitão começam quando o navio é sequestrado por piratas da Somália.

Por que assistir? De acordo com Andressa Rotondaro, consultora da Seja Trainee, o filme traz exemplos de liderança tanto por parte do herói quanto do vilão. Para os trainees, a dica é prestar atenção na importância da visão estratégica e da coragem para assumir riscos.

“Captain Phillips”
Diretor: Paul Greengrass
Ano de produção: 2013

 

Invencível

Louis Zamperini é um jovem e talentoso atleta olímpico. Depois de sofrer um acidente aéreo, ele acaba preso pelos japoneses durante a 2º Guerra Mundial.

Por que assistir? “Nas horas adversas, Zamperini permanece firme em suas escolhas e propósitos”, afirma Andressa, da Seja Trainee. Graças a essa atitude, ele consegue influenciar as pessoas ao seu redor. Segundo a consultora, a mensagem para os trainees é clara: sem objetivos claros, fica difícil exercer qualquer liderança.

“Unbroken”
Diretora: Angelina Jolie
Ano de produção: 2014

 

Whiplash: Em busca da perfeição

Estrelado por J.K. Simmons, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante em 2015, o filme conta a história de um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração. Envolto num ambiente de alta pressão, ele transita entre a determinação e a obsessão por seus objetivos.

Por que assistir? Segundo Jéssica, a trajetória do músico tem muitas semelhanças com programas de seleção de trainees. Isso porque, na busca pela perfeição, o músico entra numa espiral violenta de autocobrança. Aos poucos, porém, ele começa a enxergar a importância do equilíbrio emocional. “Brilho nos olhos é importante, mas o jovem também precisa reconhecer seus limites para ter sucesso”, diz a consultora.

“Whiplash”
Diretor: Damien Chazelle
Ano de produção: 2014

 

Gravidade

Uma engenheira sem qualquer experiência prévia no espaço é recrutada para uma missão ao lado de astronautas americanos. Quando uma chuva de meteoros atinge a espaçonave do grupo, ela perde contato com os outros tripulantes.

Por que assistir? É claro que a situação vivida pela personagem principal é muito mais radical do que um processo seletivo para trainees, mas alguns paralelos podem ser traçados. Segundo Andressa, o filme deve ser assistido porque expõe a importância da automotivação para superar qualquer desafio, seja ele do tamanho que for.

“Gravity”
Diretor: Alfonso Cuarón
Ano de produção: 2013

 

Os estagiários

Dois vendedores quarentões ficam desempregados quando a empresa de relógios onde trabalhavam fecha. Apesar de serem completos ignorantes do mundo digital, eles ingressam num programa de estagiários do Google.

Por que assistir? A comédia mostra a importância de lidar com as diferenças e usar o potencial de cada um a favor da equipe. “É ideal para candidatos em fase de dinâmica de grupo, porque mostra bem esse processo”, comenta Andressa. De acordo com ela, também vale a pena observar o destino de quem não sabe competir e faz parcerias apenas por interesse.

“The internship”
Diretor: Shawn Levy
Ano de produção: 2013

 

O sorriso de Mona Lisa

Em 1953, um jovem professora é contratada para ensinar história da arte numa conceituada universidade da Califórnia. Indignada com o machismo da escola, ela decide reagir.

Por que assistir? Segundo Lilian Dorighello, gerente de comunicação e marketing do Grupo DMRH, o filme é um ótimo mote para discutir valores no ambiente de trabalho. Ela explica que os jovens são cada vez mais cobrados por sua coerência e conduta moral. “Muitos recrutadores preferem candidatos éticos, com valores sólidos, a candidatos brilhantes tecnicamente, porém com uma índole duvidosa”, comenta.

“Mona Lisa smile”
Diretor: Mike Newell
Ano de produção: 2003

 

As aventuras de Pi

Pi é um jovem indiano que viaja de navio com os pais até o Canadá. Após uma terrível tempestade que destrói a embarcação e mata seus familiares, ele fica à deriva num pequeno barco – tudo na companhia de um enorme e assustador tigre.

Por que assistir? Como em “Gravidade”, o roteiro coloca o protagonista numa situação muito mais desesperadora do que uma seleção de trainees. Mesmo assim, há paralelos possíveis. Segundo Andressa, a salvação de Pi acontece a partir de suas descobertas existenciais. Da mesma forma, a “sobrevivência” do trainee depende de seu autoconhecimento e, consequentemente, de sua capacidade de automotivação.

“Life of Pi”
Diretor: Ang Lee
Ano de produção: 2012

 

Universidade Monstros

A animação mostra o início da amizade entre Mike e Sulley na Universidade Monstros, instituição que ensina a assustar crianças à noite. Apesar de se detestarem, os dois colegas são obrigados a trabalhar juntos num torneio universitário.

Por que assistir? Os protagonistas têm papéis e estilos de liderança bastante diferentes. “Cada um tem seu talento, mas Mike demora para reconhecer que está obstinado a ser algo que não é”, comenta Andressa. Aos trainees, o filme ensina que é preciso aproveitar os dons naturais de cada pessoa para extrair o melhor de uma equipe.

“Monsters University”
Diretor: Dan Scanlon
Ano de produção: 2013

 

O discurso do rei

Gago desde a infância, o rei George se mostra reticente quando sua esposa Elizabeth o convence a se consultar com o doutor Lionel. Mas o médico acaba se revelando um grande aliado na retomada da sua autoconfiança.

Por que assistir? A gagueira de George pode vista como metáfora para qualquer dificuldade que precisa ser superada. Segundo Andressa, da Seja Trainee, é muito interessante observar as resistências do rei durante o trabalho com o médico – e como ele passou a ganhar confiança a partir do momento em que reconheceu suas próprias forças.

“The king’s speech”
Diretor: Tom Hooper
Ano de produção: 2010

 

Duelo de titãs

Baseado em fatos reais, o drama acompanha a trajetória de um técnico de futebol americano nos anos 1970. Alvo ele próprio de preconceitos, o protagonista tenta dissolver as tensões raciais que dividem seu time.

Por que assistir? “Conflitos entre membros da equipe, ou entre chefes e chefiados, são mais frequentes do que imaginamos”, diz Lilian. Desde cedo, é importante que os profissionais se preparem para gerir essas tensões. “O filme vale a pena por trazer uma excelente mensagem sobre liderança e resolução de conflitos”, afirma a gerente da DMRH.

“Remember the Titans”
Diretor: Boaz Yakin
Ano de produção: 2000

 

Náufrago

Após um acidente de avião, um funcionário de uma multinacional fica preso numa ilha por quatro anos. Tido como morto pela família, ele precisa encontrar formas de sobreviver física e emocionalmente ao isolamento completo da civilização.

Por que assistir? O protagonista impressiona pelo seu alto grau de resistência à frustração. Por isso, é exemplo para o jovem. “A resiliência e a determinação são fundamentais para qualquer profissional, especialmente em início de carreira”, diz Lilian.

“Cast away”
Diretor: Robert Zemeckis
Ano de produção: 2000

 

Patch Adams: O amor é contagioso

O doutor Adams cuida de seus pacientes com afeto, bom humor e irreverência. Apesar de despertar a desconfiança de algumas figuras na faculdade de medicina, seus métodos pouco ortodoxos provam, aos poucos, a importância da alegria para a cura.

Por que assistir? Segundo Lilian, o drama enfoca os benefícios de se criar e manter boas relações em qualquer contexto. “Com uma comunicação clara e envolvente, é possível conseguir resultados surpreendentes”, afirma a gerente da DMRH.

“Patch Adams”
Diretor: Tom Shadyac
Ano de produção: 1998

 

Invictus

O drama se passa na época do apartheid na África do Sul. Em meio às tensões raciais do período, o presidente Nelson Mandela e o capitão do time de rugby do país se unem para tentar mudar a cultura nacional.

Por que assistir? O conselho de Andressa é observar a gestão habilidosa do conflito pelos personagens principais. Segundo ela, o filme mostra a força das lideranças inspiradoras e o poder do conjunto. “São ótimos exemplos em que o jovem pode se espelhar”, diz a consultora.

“Invictus”
Diretor: Clint Eastwood
Ano de produção: 2009

 

“O senhor dos anéis: A sociedade do anel”

Na mítica Terra-Média, o hobbit Frodo recebe de presente de seu tio um anel amaldiçoado. Com o apoio de outras seres fantásticos, ele percorrerá uma longa jornada para evitar que o mal se apodere do objeto mágico.

Por que assistir? Segundo Lilian, o filme mostra o peso do trabalho em equipe para que uma causa seja atingida. “Os desafios de hoje exigem equipes coesas e integradas”, diz ela. Para o trainee, a mensagem que deve ficar é esta: não há brilhantismo que dê conta, isoladamente, da complexidade do mundo corporativo.

“The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring”
Diretor: Peter Jackson
Ano de produção: 2001

Fonte: Claudia Gasparini / EXAME.com